sexta-feira, 7 de outubro de 2011

SEPOL

A fábrica de Refrigerantes Sepol está a laborar desde 1969 e apesar de não ter o peso de outrora, actualmente, trinta por cento da produção de refrigerantes é para um grupo económico de Lisboa que está implantado a nível nacional.
A maior clientela situa-se na corda da Beira Interior (entre Guarda e Castelo Branco), mas também existem clientes em Lisboa, Coimbra, Leiria, Abrantes e Trás-os-Montes.
A Sepol é uma empresa cinquentenária, fundada em 1953, tendo como principal mercado nacional, a zona centro e ainda as zonas de Lisboa e Beja. No mercado internacional, exportava para Angola e Moçambique, dois importantes mercados desta produtora de sumos, xaropes e licores, sedeada na Guarda.



Arquivo: Edição de 14-02-2008ASAE suspende laboração da Sepol

A fábrica de Refrigerantes Sepol, sedeada na Guarda, na Avenida Afonso Costa, está com a produção suspensa desde o dia 22 de Janeiro, por determinação da ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Económica).
A medida que foi tomada após a realização de uma inspecção à unidade fabril, pode representar o princípio do fim da última fábrica de refrigerantes do concelho da Guarda e lançar para o desemprego 13 funcionários que estão sem trabalho desde aquele dia.
“Tivemos uma visita da ASAE e eles entenderam que havia deficiências na empresa, fundamentalmente ao nível estrutural do edifício, que não permitia boas condições para a laboração”, contou ao Jornal A Guarda Carlos Soares, sócio-gerente da Sepol.


SECÇÃO: Actualidade
Ameaçada a continuidade de fábrica de refrigerantes da Guarda








Sem comentários:

Enviar um comentário